Vereador Sergio Mallandro – não é piada!

 

 

Quando recebi a notícia por e-mail, pensei que era alguma brincadeira eleitoral. Antes fosse.

 

 

 

A primeira coisa que eu li no seu site foram os dez mandamentos que ele criou para ser um bom vereador:

 

1° mandamento: Gostar do povo

Interessante. Talvez ele tenha se inspirado na doutrina budista do caminho do meio. Com isso, ele apenas gosta do povo, não ama, nem odeia. Vamos ao próximo.

2° mandamento: Ter consciência e seriedade

Concordo com ele, “fazer glu-glu”, “salcifufu”,“bilutetéia” (no site está errado, está escrito “bilutetétia”) e “piu-piu au-au” tem hora.

3° mandamento: Ser mais humano

Concordo. Ainda mais no caso dele, que sempre foi um palhaço.

4° mandamento: Ter coragem

Tem que ser muito corajoso mesmo para se candidatar com o seu currículo, que tem como destaque a sua incrível participação no filme “Lua de Cristal”, de Xuxa Meneghel, e o quadro “Porta dos Desesperados” – sucesso nacional.

5° mandamento: Se colocar no lugar dos menos favorecidos

É parecido com o terceiro mandamento, mas tudo bem. Vamos em frente.

6° mandamento: Ter uma religião e acreditar em Deus

No site está escrito “para ser um bom vereador, criei dez mandamentos”. Eu interpretei que os mandamentos são apenas para ele e não para seus eleitores. Sendo assim, tudo certo quanto ao sexto mandamento. Caso contrário, estaria encrencado, visto que não tenho uma religião, tampouco acredito em Deus.

7° mandamento: Cuidar das crianças como fossem seus filhos

Como muitos pais maltratam seus filhos, não gostei do sétimo mandamento. Isso implica que se o filho de Beltrano é maltratado, ele também irá maltratar o filho dele. Tudo bem, acho que peguei pesado. Adiante.

8° Lutar pelo direito de todos na saúde, educação, cultura, esporte, segurança e onde for preciso

Sem comentários. Próximo.

9° Ter vergonha na cara e saber que todos nós somos iguais, independente de raça ou classe social

Começar um mandamento com “ter vergonha na cara” mostra que ele precisa mesmo ter vergonha na cara. Ainda mais para alguém que busca “ter consciência e seriedade”. Quanto à segunda parte, vejam que ele não fala em religião –“independente de raça ou classe social” – fazendo jus ao sexto mandamento.

10° Saber que São Paulo nasceu para todos

Esqueci de dizer que ele é candidato em São Paulo. Logo ele, que tem um forte sotaque carioca e até onde sei, sempre morou no Rio.  

 

Apesar da pouca quantidade de material escrito, o site possui muitos erros. Ao clicar em “vídeos”, por exemplo, o primeiro é “Sergio Mallandro na Caminha com Alckmin”. Pensei que eu iria encontrar os dois deitados, abraçadinhos, numa caminha de criança, mas o que assisti foi uma “Caminhada”, na qual só vi cartazes do nosso candidato. Ele – em carne e osso – não aparece no vídeo. Por que “Caminhada” é com letra maiúscula?  Me deparei também com “País”, “Cidade” e “Lei Seca”, só para citar alguns exemplos. Lógico, tem também “Caminha”, ou melhor, “Caminhada”.

Ao abrir a seção de “propostas”, o internauta se depara com seis tópicos: cultura, educação, saúde, transporte, esporte e segurança. Para a cultura, Sergio diz que “vamos abrir oportunidades para os artistas mostrarem seu trabalho em praças públicas durante sábados e domingos”. Então quer dizer que os artistas vão mostrar as minhas músicas em praça pública todo fim de semana? Fico lisonjeado, mas acho que seria mais justo se os artistas mostrassem “seus trabalhos”.

Para a educação, Sergio possui 12 propostas, entre elas, “criar novas créches e aumentar a capacidade das já existentes”. Pena que a palavra creche não leva acento.

Para a segurança, ele quer “implantar cabines da guarda municipal em terminais de ônibus, permitando a circulação de cidadãos 24 horas” e para o esporte ele quer “quadras poliesportivas em praças públicas de comunidades carentes, com a finalidade de incentivar o esporte e descobrir novos taletos para o País”. São apenas sete linhas, três propostas, mas ainda assim, “taletos” passou batido.

Na saúde, Sergio quer dentista e cesta básica para todos e no tópico transporte, ele revoluciona com o “projeto corujão: Transporte público durante a noite para trabalhadores e boêmios, evitando assim o conflito com a Lei Seca”. Se não bastasse isso, ele quer “aumentar as cliclovias (o que é cliclovia, alguém sabe?) na Cidade de São Paulo, além de diminuir a quantidade de carros, vamos incentivar a saúde e o esporte”. Mallandro pelo visto esqueceu que tinha criado um tópico específico para a saúde e outro para o esporte e não se importou com a publicação desta frase medonha no seu site – que não tem cabeça, só tem pé. Com apenas 4 propostas para transporte, ele conseguiu que mais uma fosse publicada da seguinte maneira: “Vamos brigar pela criação de novos corredores para motociclistas, evitando assim o conflito entre motos e carros. Aumentando assim a segurança de todos”.

Evitando assim o meu respeito. Aumentando assim o meu desgosto.

 

Não está acreditando?  http://www.sergiomallandro14800.can.br/  

Anúncios

Tags:

Uma resposta to “Vereador Sergio Mallandro – não é piada!”

  1. Alexandre Frazão Says:

    Finalmente achei teu Blog cara, mt bom seus textos. AAgora sobre esse candidato só um comentário: só em São Paulo essas subcelebridades se candidatam e se elegem

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: