A história do alho que tinha uma cara

Preste bastante atenção na imagem à esquerda:

Você está vendo uma plataforma com uma bandeirinha, no alto da figura? Pois então, esta plataforma na verdade é uma cesta, de onde os tripulantes das caravelas olhavam o horizonte em busca de sinais de terra. Ninguém queria ficar nessa pequena cesta porque era o ponto da embarcação que mais chacoalhava. Tente imaginar como deveria ser com as tempestades em alto mar.

Então alguém teve a brilhante ideia de deixar os marinheiros presos na cestinha (sem o direito de sair) por vários dias seguidos, como forma de castigo, criando assim, uma segunda finalidade para o ponto mais alto da embarcação. O cara voltava passando malíssimo, vomitando pelos cantos e nunca mais iria desobedecer o seu superior, pelo menos até chegar em terra firme.

Essa pequena cesta tinha um nome. E o seu nome era caralho.

Com isso, podemos concluir que um subordinado do Pedro Álvares Cabral avistou o Brasil pela primeira vez sentado num caralho. Ou melhor, dentro de um caralho. Ou seria em cima de um caralho? E se não bastasse isso, Brasil vem de pau-brasil e caravela vem da palavra carvalho.

Se você não gostou desse texto, “vai pro caralho”.

Anúncios

Tags:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: